Notícia

Landim aponta desvalorização de clubes brasileiros e diz: “Temos que competir com Real, Barcelona e PSG”

O Flamengo tem se destacado, desde 2013, pela gestão fora dos gramados. Com responsabilidade financeira e organização, o Mais Querido se reergueu, saiu da crise financeira e se estabeleceu como referência no país. Os títulos estão cada vez mais próximos e o Fla se tornou o time a ser batido nacionalmente. Por isso, o Rubro-Negro é parte importante da discussão da legislação sobre “clubes empresa”, pauta que tramita no Congresso Nacional.

O presidente rubro-negro, Rodolfo Landim, participou de discussões sobre o assunto em Brasília. Nesta quinta-feira (10), o dirigente pregou uma mudança na mentalidade do futebol brasileiro e identificou uma concorrência entre equipes nacionais e europeias.

– Nós temos que competir com o Real Madrid, com o Barcelona e com o PSG. Porque quando eu olho para os jovens de hoje, eles estão vestindo as camisas desses clubes. Antigamente, eles vestiam as camisas dos clubes do Brasil, mas hoje a mentalidade é outra , declarou.


Um banco sem tarifas! Venha para o BS2, aqui cuidamos de seu dinheiro, e você ainda ajuda seu time do coração!


O projeto, que tem o deputado carioca Pedro Paulo (DEM) como relator, tem enfrentado polêmica. O Flamengo tem se colocado contra a legislação. Os críticos afirmam que, nos moldes atuais, a proposta de lei facilitaria o refinanciamento de dívidas de clubes irresponsáveis, facilitando que dirigentes contraiam novas dívidas e piorem ainda mais a situação financeira destes. Defensores da ideia afirmam que a nova legislação possibilitaria aos clubes a atração de investidores internacionais, desde que adotassem maior transparência e práticas profissionais.

Deixe sua opinião:

pessoa(s) deixaram sua opinião. Sua opinião é muito importante, participe!

Leia:  Jorge Jesus elogia sistema defensivo e avisa: “Não é fácil marcar gol no Flamengo”